Início
Domingo, 21 Abril 2019
PESQUISAR
  CINEMA
  TEATRO
  MUSEUS
  LIVROS
  DISCOS
  OUTROS
  CONCERTOS
  TELEVISÃO
  TURISMO
  OUTROS
Concertos
Marco Rodrigues no Crato

Esta será a primeira actuação de Marco Rodrigues no Crato, sendo o único fadista que integra o cartaz tendo convidado a participar a fadista alentejana Alexandra Martins.
O músico irá apresentar no dia 24, dia de abertura do Festival, o espectáculo que tem estado a levar a várias salas, mas o facto de ser uma actuação ao ar livre impõe "alterações de pormenor no alinhamento, desde a ordem de entrada dos temas até a substituição de uns por outros, por uma questão de dinâmica e de dar força no concerto”, disse o fadista à Lusa.

O Festival do Crato “é o mais quente de Portugal, nesta altura do ano, dado as temperaturas ali registadas”, referiu. Para o fadista “há que dar dinamismo e é essencial uma interacção com o público”, uma interacção que “se faz sentir em palco, pois só assim o fado acontece” e que assinalou “ser uma matriz” dos seus concertos.

“O público deve sair com a ideia que fez parte do concerto”, rematou. Segundo o fadista, distinguido em 2007 com o Prémio Amália Revelação, do álbum “Tantas Lisboas” o público já trauteia habitualmente temas como o “Fado do estudante”, “Homem do Saldanha”, “Valsa das paixões” e “A rima mais bonita”.

“Gosto de passar a bola a outros músicos, e dar espaços para fazer solos, e é isso que também vai acontecer no Crato”, disse. No Festival acompanham o fadista, Frederico Gato, no baixo, Pedro Soares, na viola e Luís Guerreiro, na guitarra portuguesa.

Para Marco Rodrigues, o palco ao ar livre no Crato será um ensaio do espectáculo que apresentará no dia 04 de Setembro na Festa do Avante”, no Seixal.

“Tantas Lisboas” foi apresentado em Sintra, no Centro Olga Cadaval, e tem percorrido o país, tendo já actuado no Cartaxo, Almada, Figueira da Foz, Portimão, Guimarães, Ílhavo, Seixal, Azambuja, Braga, Sines, Faro, Lisboa e Arcos de Valdevez.

À Lusa, o fadista adiantou haver interesse de Espanha no álbum, e prometeu “uma surpresa” com músicos do Brasil, não tendo adiantado outros pormenores O fadista defende “um fado imediato e ao pulsar do quotidiano que se reflecte neste álbum".
Do alinhamento dos espectáculos consta ainda “Rapsódia do fado que ninguém quer”, de autoria de Tiago Torres da Silva, com arranjos de Tiago Machado para os fados tradicionais Alvito, Georgino, Pedro Rodrigues, Sem Pernas e o Corrido Manuel de Almeida. Outros temas que vai interpretar são “O Inverno do fado” e “Onde vou”, ambos com letras de Miguel Martins e música do próprio Marco Rodrigues.
"Tantas Lisboas", constituído por 12 temas, foi produzido por Marco Rodrigues e Tiago Machado com a chancela da Universal Music, e conta com as participações especiais de Mafalda Arnauth e Carlos do Carmo.

O álbum de Marco Rodrigues marca a estreia de Boss AC como letrista de fado, assinando o tema “Homem do Saldanha”, com música de Tiago Machado.
(IB)








< Voltar

Registo

Actualidade
A nova introspecção de Jorge Molder

Foi na tarde de ontem, 05 de Dezembro, inaugurada “A Escala de Mohs”, a mais recente exposição fotográfica do artista plástico português.
Nelson Mandela morreu aos 95 anos na sua casa

Após vários meses em estado critico, Nelson Mandela, o mais emblemático resistente contra o Apartheid, morreu.
Não perca as grandes oportunidades do StockMarket

Está de regresso o Stockmarket, com os seus grandes descontos e oportunidades únicas para fazer um bom e sortido shopping.

 

Últimas notícias
RTP estreia "Os Filhos do Rock" retratando a década de 80
2013-12-08
Morreu Edouard Molinaro
2013-12-08
Júlio Resende encantou ao piano com temas de Amália Rodrigues
2013-12-08
 

 
© JORNAL HARDMUSICA. Todos os direitos reservados.
powered by Codezone