Início
Sexta, 26 Maio 2017
PESQUISAR
  CINEMA
  TEATRO
  MUSEUS
  LIVROS
  DISCOS
  OUTROS
  CONCERTOS
  TELEVISÃO
  TURISMO
  OUTROS
Cultura Outros
"Fado Celeste" aplaudido de pé no S. Jorge

A sessão no S. Jorge começou com pontualidade – coisa rara – e uma salva de palma em pé a Celeste Rodrigues, com a sala cheia.
Celeste Rodrigues é hoje uma referência, quem a ouve não duvida. Nada tem por ter sido irmã da maior de sempre, Amália, pois tem por mérito justo direito ao seu lugar maior no Fado. E é isto mesmo que fica patente nerte documentário. Esta é a justiça que lhe faz o neto dedicando singelamente aos seus filhos (bisnetos de Celeste) para que não esqueçam as raízes como escreve no final do filme.
Catarina Vaz Pinto, vereadora da Cultura de Lisboa, em poucas palavras e talvez ainda emocionada pelo extraordinário documentário entregou a Medalha de Mérito (grau ouro) à fadista que sorridente agradeceu à cidade que ama e que sempre cantou, apesar de ter nascido no Fundão.
Diogo Varela, neto de Celeste Rodrigues e do falecido actor Varela Silva, estreia-se como realizador em “Fado Celeste”. O título do documentário foi buscá-lo a um poema de Tiago Torres da Silva, já editado em CD – mas só nos Países Baixos – e que a fadista deu aliás a conhecer numa homenagem dos Amigos do Fado (APAF) em 2007, no Museu do Fado.
Trata-se de um documentário sobre a carreira de Celeste Rodrigues, e que à Lusa Diogo Varela à Lusa, afirmou ser “uma memória viva do fado”.
No S. Jorge era grande a Lista de personalidades das artes e do espectáculo que foram homenagear a grande senhora do fado, e muito especialmente do meio do fado que nem sempre se une nestas circunstâncias. Camané, Hélder Moutinho, Pedro Moutinho, Aldina Duarte, eram alguns dos nomes, ao lado dos jornalistas Paula Moura Pinheiro e Nuno Lopes, do investigador Daniel Gouveia ou do actor André Gago ou ainda o director da RTP2 Jorge Wemans.
Foram várias vezes que a sala mostrou boa disposição ao longo dos 61 minutos do documentário e aplaudiu efusivamente no final e de pé a grande Celeste Rodrigues e o auspicioso realizador Diogo Varela.
Para os mais atentos este documentário tinha sido já transmitido na RTP2.








< Voltar

Registo

Actualidade
A nova introspecção de Jorge Molder

Foi na tarde de ontem, 05 de Dezembro, inaugurada “A Escala de Mohs”, a mais recente exposição fotográfica do artista plástico português.
Nelson Mandela morreu aos 95 anos na sua casa

Após vários meses em estado critico, Nelson Mandela, o mais emblemático resistente contra o Apartheid, morreu.
Não perca as grandes oportunidades do StockMarket

Está de regresso o Stockmarket, com os seus grandes descontos e oportunidades únicas para fazer um bom e sortido shopping.

 

Últimas notícias
RTP estreia "Os Filhos do Rock" retratando a década de 80
2013-12-08
Morreu Edouard Molinaro
2013-12-08
Júlio Resende encantou ao piano com temas de Amália Rodrigues
2013-12-08
 

 
© JORNAL HARDMUSICA. Todos os direitos reservados.
powered by Codezone