Início
Quarta, 22 Maio 2019
PESQUISAR
  CINEMA
  TEATRO
  MUSEUS
  LIVROS
  DISCOS
  OUTROS
  CONCERTOS
  TELEVISÃO
  TURISMO
  OUTROS
Cinema
FESTin: Além de ti, cinema industrial!

O português João Marco partiu de uma folha em branco, de uma lista telefónica vazia e de algumas boas ideias para chegar à competição de longas-metragens do FEStin com “Além de Ti”, um filme genuinamente independente que vale pela sua cinematografia contemporânea e de atenção ao detalhe.

É importante deixar bem claro do que estamos a falar: “Além de Ti” tem uma produção modesta, ou seja, tem, além de um elenco amador mas sincero, tremendas limitações técnicas. Estes problemas não são secundários, é certo, mas até lhe dão um certo charme e por isso não vale a pena (não vale mesmo!) olhar o filme pelos óbvios aspectos negativos.

Esta é a história de Tomás - artista que virou cartoonista - e Sofia, um casal feliz até ao momento em que a pressão financeira leva o seu marido a deixar-se levar pelos medos e demónios associados a uma vida a dois.

João Marco confessa ao Hardmusica que este é um filme “sobre nós próprios, todos temos medos e ansiedades, aqui representadas no seio de um casal”. A história desenrola-se num plano quase abstracto, por vezes pouco sustentado por diálogos meio incoerentes, onde se personificam esses medos e as reacções.

É possível associar aspectos do trabalho do realizador algarvio a cineastas de topo: a narrativa misteriosa e simbólica de David Lynch; o manifesto físico dos problemas psicológicos de Darren Aronofsky e a sucessão caótica de planos de Andrea Arnold.

Estas alusões não têm o intuito de denegrir o trabalho feito, muito pelo contrário: “Além de Ti” é um filme bem arrojado, longe do simplismo típico do cinema industrial português, e que vale por si mesmo.

“Quando falamos em cinema independente a malta foge, logo. Se não tivermos actores com nome ninguém quer saber do nosso trabalho”, atira João Marco. Este tem inclusive a certeza de que “com outros actores e com outra produção, o mesmo filme, filmado por mim da mesma forma teria de imediato outra projecção”.

Provavelmente, não anda muito longe da verdade. “Além de Ti” é difícil de seguir mas tem muito por onde se pegar. Há muito trabalho de fotografia e planos muito inteligentes. Contudo, é independente, e para Marco o maior obstáculo deste tipo de cinema passa por combater “a indústria”, que surge no seu discurso como uma espécie de barreira quando algo tenta ir mais além que a fórmula de lucro garantido.

Não tem complexos na hora de admitir que a sua obra tem falhas, “o filme podia estar melhor, claro que podia" embora reitere que para fazer as coisas de uma forma melhor, é preciso dinheiro, e que esse está mal distribuído: "É muitas vezes entregue a pessoas que não o justificam. Não é estar a falar bem ou mal, é constatar a realidade".

Quando à ideia de que o cinema que temos é aquele que as pessoas procuram, diz que isso "é uma falácia, a própria indústria define a piori aquilo que vende e o que não vende, não dando sequer oportunidade às pessoas de verem coisas diferentes. Não são poucos os exemplo de grandes filmes, com conteúdo mais complexo que se tornaram êxitos de bilheteira noutros países”, finaliza.

Há pessoas que gostam de fazer cinema, e não só de viver dele. Serão bem-vindas?

O filme concorre na competição de longas-metragens do FESTin 2012 - Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, a decorrer no Cinema São Jorge.








< Voltar

Registo

Actualidade
A nova introspecção de Jorge Molder

Foi na tarde de ontem, 05 de Dezembro, inaugurada “A Escala de Mohs”, a mais recente exposição fotográfica do artista plástico português.
Nelson Mandela morreu aos 95 anos na sua casa

Após vários meses em estado critico, Nelson Mandela, o mais emblemático resistente contra o Apartheid, morreu.
Não perca as grandes oportunidades do StockMarket

Está de regresso o Stockmarket, com os seus grandes descontos e oportunidades únicas para fazer um bom e sortido shopping.

 

Últimas notícias
RTP estreia "Os Filhos do Rock" retratando a década de 80
2013-12-08
Morreu Edouard Molinaro
2013-12-08
Júlio Resende encantou ao piano com temas de Amália Rodrigues
2013-12-08
 

 
© JORNAL HARDMUSICA. Todos os direitos reservados.
powered by Codezone