Início
Quarta, 19 Dezembro 2018
PESQUISAR
  CINEMA
  TEATRO
  MUSEUS
  LIVROS
  DISCOS
  OUTROS
  CONCERTOS
  TELEVISÃO
  TURISMO
  OUTROS
Concertos
LAMA no jazz.pt

O espaço Arte & Manha recebeu no dia 02 de Novembro o primeiro dia do festival jazz.pt.
Inseridos no evento, os LAMA apresentaram o seu primeiro CD, “Oneiros”, um álbum com sonoridades distintas, misturando o jazz com a música electrónica em perfeita harmonia.

O trio composto por Susana Santos Silva, Gonçalo Almeida e Greg Smith abriu com “Oneiros”, o tema que dá nome ao álbum.

Seguiram-se temas também inseridos no disco, como “My Funkin’ Tesis”, “O Chimpanzé que Ensinou o Homem Como Devia Chorar” e “Alguidar”.

O ambiente na casa foi calmo, caloroso e quase místico, estando os espectadores envolvidos numa espécie de transe.
O jazz dos LAMA é inovador, vanguardista e fora das convenções. A exploração do som é feita por todos e por cada elemento da banda: Susana constrói e desconstrói sons no trompete, Gonçalo toca o contrabaixo como se o estivesse a namorar e Greg tão depressa pegava nas baquetas como atacava a bateria com as próprias mãos.
A música electrónica ouvia-se quase como um ruído de fundo, harmonizando todas as sonoridades, tornando-as numa só.

Após o concerto, o Hardmusica entrevistou o trio em conversa informal. O projecto LAMA começou em 2008, quando Gonçalo conheceu Susana no Conservatório de Roterdão, na Holanda.
A ideia de formar um trio sem harmónicos rapidamente surgiu e Gonçalo convidou o canadiano Greg, que já conhecia.
As influências da banda vão desde o pop ao afro-beats, o que lhes confere uma sonoridade muito característica: “Acho que sobretudo é importante ouvir boa música, de todos os tipos. E ouvir como ouvinte também, não só numa perspectiva de análise”.
No entanto, a banda confessa que “agora não há nada novo. Há reinvenções.”.

A amizade entre os elementos da banda, o seu sentido de humor e simpatia pautaram a entrevista e o concerto de diferentes maneiras.
Um jazz fresco, natural e sentido que aqueceu a noite no Arte & Manha. E se já não existe novidade e tudo não passa de uma reinvenção, os LAMA são uma das mais bem conseguidas no panorama actual. Curioso?




Renato Neves



< Voltar

Registo

Actualidade
A nova introspecção de Jorge Molder

Foi na tarde de ontem, 05 de Dezembro, inaugurada “A Escala de Mohs”, a mais recente exposição fotográfica do artista plástico português.
Nelson Mandela morreu aos 95 anos na sua casa

Após vários meses em estado critico, Nelson Mandela, o mais emblemático resistente contra o Apartheid, morreu.
Não perca as grandes oportunidades do StockMarket

Está de regresso o Stockmarket, com os seus grandes descontos e oportunidades únicas para fazer um bom e sortido shopping.

 

Últimas notícias
RTP estreia "Os Filhos do Rock" retratando a década de 80
2013-12-08
Morreu Edouard Molinaro
2013-12-08
Júlio Resende encantou ao piano com temas de Amália Rodrigues
2013-12-08
 

 
© JORNAL HARDMUSICA. Todos os direitos reservados.
powered by Codezone